Bem vindo ao Arinos Notícias, Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020
noticias
     
19 de Marco, 2020 - 16:49
Médico infectologista explica como se prevenir do Coronavírus e o que fazer em caso de suspeita da doença

Infectologista Dr. Abdon Karhawi, que passa a atuar como consultor colaborador do Gabinete de Situação – Foto por: Christiano Antonucci


Uma das medidas importantes para conter o avanço do coronavírus, que está sendo disseminado rapidamente por todo país é, evitar aglomeração de pessoas em pequenos, médios e e grandes grupos. Outro método eficaz e a higiene básica das mãos, ação indispensável que deve ser feita diariamente pelas pessoas, principalmente, quando houver contato com superfícies que tenham grande rotatividade de pessoas: transporte público, corrimão de escadas, caixas eletronicos dos Bancos e outros.


As recomendações foram explicadas pelo médico infectologista Abdon Salam Khaled Karhawl, que é professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e membro do Gabinete de Situação do Governo de Mato Grosso, durante encontro realizado na final da tarde desta quarta-feira (18.03), no Palácio Paiaguás que discutiu as tratativas de contenção e avanço do Coronavírus no Estado.


“Estamos numa fase de pandemia que todos já conhecem, pois o coronavírus já disseminou para vários países. Infelizmente, vamos ter que viver essa epidemia, o controle deste tipo de infecção é muito difícil, mas o Brasil esta tomando condutas técnicas muito adequada diante de todo este contexto”, afirmou o médico.






Uso de álcool em gel é uma das medidas de prevenção ao contágio ao novo coronavírus.

Créditos: Marcello Casal Jr./Agência Brasil


Ainda de acordo com as recomendações do infectologista, pessoas que estejam infectadas com um simples resfriado e apresentam algum tipo de sintoma deve adotar medidas de restrição para evitar que gotículas de saliva não contamine outras indivíduos.


“Se a pessoa tiver alguma situação de crise respiratória que tenha tosse, deve tentar ao máximo se proteger para não espalhar isso para outras pessoas. É importante ficar restrita em casa, realizar a lavagem das mãos com água e sabão, pois essa ferramenta reduz o contágio viral”, explicou.


Na ocasião, o médico destacou que lavar as mãos com água e sabão é 100% eficaz e, que a população não deve ficar preocupada caso não tenha o álcool gel 70%, pois “a falta de álcool não vai mudar o cenário de risco pra gente, se vocês fizerem a higiene adequada com a lavagem das mãos com água e sabão, isso vai ajudar, não fiquem desesperados por não ter álcool gel”, afirmou o médico.


O que fazer em caso de suspeita de coronavírus?


Os pacientes que tiveram o resultado confirmado de coronavírus apresentaram os mesmos sintomas: febre, tosse seca e falta de ar. Além disso, outros sintomas como congestão nasal, coriza, dor de garganta, fadiga, cansaço e até diarreia devem ser observados. Por isso, pessoas que chegaram de viagens e tiveram contato com pessoas infectadas, devem procurar as unidades básicas de saúde para realizar o exame que vai confirmar o diagnóstico. Por enquanto, não existe um tratamento específico para infecções causadas por coronavírus. O Ministério da Saúde indica repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, com antitérmicos e analgésicos.


Casos suspeitos de Coronavírus em Mato Grosso


A Nota Informativa N°14, divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), divulgada no final da tarde de quarta-feira (18.03), mostra que as equipes de vigilância monitoraram um total de 25 suspeitas em Mato Grosso. Do total de casos relatados até o momento, sete foram descartados e 17 excluídos por não preencherem critérios de definição de caso para COVID-19. Além disso, os dados apresentados no documento mostram que ainda não há confirmação positiva para coronavírus no Estado


As ocorrências que levantam a suspeita do COVID-19 estão em Lucas do Rio Verde (1), Aripuanã (2), Araputanga (4), Cuiabá (6), Nova Xavantina (2), Rondonópolis (4), São José do Rio Claro (1), Sinop (1), Ipiranga do Norte (1), Campo Verde (1), Campo Novo do Parecis (1) e Cáceres (1).


Com relação aos dois casos suspeitos que apresentaram diagnóstico em laboratório privado, nos municípios de Cuiabá e Rondonópolis, a SES-MT aguarda a realização de exames de contraprova no Laboratório Central (Lacen) – para validação do resultado divulgado – ou a apresentação da documentação comprobatória dos laboratórios de referência nacional, que pode validar as análises. Por isso, até o presente momento, não foram confirmados casos da doença em Mato Grosso.


O documento ainda apresenta a atualização da definição de caso para o estado, conforme direcionamento do Ministério da Saúde; o protocolo deverá impactar no aumento de casos suspeitos em todo o país.


No final da tarde desta quinta-feira (19.03), será divulgada mais uma Nota Informativa com os números atualizados do novo coronavírus. O documento estará disponível no site da SES, que pode ser acessado pelo link: http://www.saude.mt.gov.br/informe/584 .


A nível Brasil, os dados daPatalforma Integrada de Vigilância do Ministério da Saúde, atualizados nesta quarta-feira (18.03), às 20h00, horário de Brasília, foram confirmados 428 casos para coronavírus. Além disso, 11.278 casos, são considerados suspeitos e 1.841 casos foram descartados.



 

Fonte: MT é Noticia
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
30/09/2020
29/09/2020
28/09/2020
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2020 - Arinos Notícias