Bem vindo ao Arinos Notícias, Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Noticias
     
27 de Novembro, 2019 - 13:49
Marido suspeito de matar a esposa é preso pelos os policiais de Tabaporã

O crime ocorreu na cidade de Tabaporã por volta de 1h no bairro Sol Nascente. Segundo informações o marido da vítima teria cometido o crime, e ligou para o cunhado pedindo para que ele fosse até a casa dele. Chegando no local , encontrou a porta dos fundos aberta, e encontrou  a vítima caída de bruços ensanguentada com um corte no pescoço. O suspeito ao cometer o crime, deixou a faca  usada no crime sobre o sofá ao lado do corpo.


A Polícia Civil foi comunicada e  iniciando uma busca  pelo suspeito na cidade, mas ele não foi encontrado e nem  se apresentou à polícia.


Atualização.28/11/2019


O suspeito foi detido logo mais a noite pelos os policiais Caldeira e Cleiton, por volta das 19:50 Hrs onde estava escondido em uma área da mata próxima a casa da irmã dele, os policias ficaram perto da residência e foi quando avistaram ele chegar pelos fundos,o detento será encaminhado para Cadeia Pública do Porto Dos Gaúchos.


Diante de casos como esses, notamos que o feminicídio no Brasil vem chamando atenção.


Feminicídio significa a perseguição e morte intencional de pessoas do sexo feminino, classificado como um crime hediondo.


Boa parte dos feminicídios que temos visto no Brasil são os chamados feminicídios íntimos, quando a vítima tem algum vínculo com o agressor.


Em tabaporã infelizmente o feminicidio se faz presente, e não é a primeira vez, como  ocorreu no caso da  senhora Maria Paulina de Mendonça, conhecida como “Paraguaia” de 60 anos, foi morta de madrugada, sábado dia 15 de setembro/2018 pelo seu amasio Vagner Pereira Alves de 25 anos, utilizando um  facão com o qual golpeou o pescoço, decepando lhe a cabeça.


Para tentar impedir os crimes contra as pessoas do sexo feminino, a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, sancionou a Lei 13.104, em 9 de março de 2015, conhecida como a Lei do Feminicídio.


A lei altera o Código Penal (art.121 do Decreto Lei nº 2.848/40), incluindo o feminicídio como uma modalidade de homicídio qualificado, entrando no rol dos crimes hediondos.


A justificativa para a necessidade de uma lei especifica para os crimes relacionados ao gênero feminino, está no fato de 40% dos assassinatos de mulheres nos últimos anos serem cometidos dentro da própria casa das vítimas, muitas vezes por companheiros ou ex-companheiros.




 


 

Fonte: Arinos Noticias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
06/12/2019
05/12/2019
04/12/2019
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2019 - Arinos Notícias