Bem vindo ao Arinos Notícias, Quinta-Feira, 18 de Julho de 2019
Noticias
     
11 de Julho, 2019 - 08:51
Acusado de arrancar o coração da tia não se arrepende de crime e diz que ela mereceu morrer; veja novo depoimento

Lumar Costa da Silva, 28 anos, responsável por matar e arrancar o coração da própria tia, Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, no dia 02 de julho deste ano, no bairro Vila Bela, em Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá), confessou o crime em nova entrevista para a imprensa e afirmou que a mulher “mereceu morrer”. Ele ainda contou que estava sob efeito de drogas no momento do crime e que tudo “foi acontecendo”. Em diversos momentos, ao relatar o assassinato brutal, ele sorriu ao lembrar do fato.

“Matei ela mesmo, não me arrependo de ter matado, ela mereceu morrer. Estava me sacaneando, falando pelas minhas costas, me chamando de viado (sic) e drogado. Eu tinha tomado LSD no mesmo dia do crime. Fumo maconha também. Não tinha planejado, foi acontecendo. Quando eu achei que era hora de morrer, fui com esta intenção. A arma ficou lá na cozinha, onde eu peguei”, disse o acusado.


Com falas desconexas, o homem não soube relatar o porque de ter levado o coração da tia para a filha dela. “Se você pedir, pode arrancar”. A todo momento em que relatava o crime, Lumar esboçava sorrisos e não se intimidava ao confessar o brutal assassinato. “Ouço o universo, ele fala comigo sempre. Me disse para matá-la, que ela tinha que morrer”.

“Eu queria vender roupa feminina aqui na cidade. Tem muita mulher e o pessoal com dinheiro. Minha tia achou que eu queria tomar a casa dela. Quando eu cheguei, ela fez a cara torta. Quando foi meio dia, ela estava do lado de fora e eu fingi que estava dormindo. Ouvi ela falando um monte de coisa, dizendo para outras pessoas como se eu quisesse roubar a residência”, explicou o homem.

Ainda sem demonstrar nenhum arrependimento, Lumar afirmou que foi algo normal. “Eu fiz e não me arrependo. Ela mereceu morrer. Agora, os familiares tem um teto para morar, vão ficar bem. Cheguei com o coração da titia, coloquei na pia e falei: tá lá o coração da tia, eu arranquei”.



O caso

Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, foi morta e teve seu coração arrancado na noite da última terça-feira (02), no bairro Vila Bela, em Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá). O acusado de cometer o crime é seu próprio sobrinho, Lumar Costa da Silva, 28 anos. Além disto, o suspeito ainda tentou sequestrar uma menina de sete anos, mas acabou impedido por vizinhos.

Segundo as informações da Polícia Militar, o jovem foi até a casa de Patrícia Cosmos, filha de Maria e disse que havia matado a vítima, arrancado o seu coração e o colocado dentro de uma sacola plástica. A vítima teve o órgão arrancado enquanto ainda respirava.

Depois, o acusado ainda disse para a mulher que era apaixonado pela filha de Patrícia, de apenas sete anos e que iria levá-la com ele. Um vizinho percebeu a movimentação e impediu que a menina fosse sequestrada.

Momentos depois, o suspeito invadiu a subestação da Energisa, que fica próximo ao Corpo de Bombeiros e jogou o veículo contra os motores. Ele acabou preso pela Polícia Militar.

Fonte: OLHAR DIRETO
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
17/07/2019
16/07/2019
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2019 - Arinos Notícias