Bem vindo ao Arinos Notícias, Terça-Feira, 19 de Março de 2019
Noticia
     
7 de Janeiro, 2019 - 15:59
Familiares choram a morte de juinense que foi degolada em Tangará da Serra

Uma briga de casal terminou em tragédia no dia 25 de dezembro na cidade de Tangará da Serra. Erivaldo Vital de 27 anos de posse de um canivete, desferiu golpes no pescoço de sua esposa, Solange de Almeida que foi socorrida e encaminhada a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tangará da Serra, recebendo os primeiros cuidados médicos.


Erivaldo foi preso e confessou o crime, o mesmo apresentava visíveis sinais de embriaguez e demonstrou qualquer tipo de arrependimento.


Solange seguiu internada, mas nesta segunda-feira ela não resistiu e veio a óbito.


Os familiares que residem na cidade de Juína estão desolados com tamanha violência e brutalidade.


Fabiane José de Almeida irmã da vítima falou ao Juína News que o que estão passando é uma dor a qual não desejaria a ninguém, pois Solange saiu de Juína rumo à cidade de Tangará da Serra em busca de realizar seus sonhos, e que na manhã do dia 25 quando receberam uma ligação de Tangará da Serra, pensaram que era a irmã Solange ligando para desejar feliz natal, porém era a notícia trágica de que Solange havia sido agredida pelo marido.


Fabiane disse ainda que conforme os boletins médicos havia esperança de que Solange resistisse o ataque do ex-marido e sobrevivesse, pois, todos os procedimentos médicos indicavam que a vítima estava reagindo bem ao tratamento.


O pai da vítima, senhor Antônio José de Almeida (Pardal), disse que espera na justiça que o assassino pague pelo que fez, pois, a polícia fez um bom trabalho prendendo o acusado em flagrante. Porém confia na justiça da Terra e também na justiça Divina.


O irmão dela, o senhor André José de Almeida também falou emocionado sobre o fato e disse que está sendo difícil aceitar. Ele também afirmou que Solange foi morar em Tangará da Serra em busca de uma mudança de vida. André também acredita que a família tem que se unir e ser forte para cuidar do filho que Solange deixou, e espera por justiça.


A mãe de Solange, Dalva de Almeida, estava muito abalada, porém falou que espera pela justiça, pois sua filha não merecia esse final, sendo que Solange era uma pessoa que gostava de viver.


O velório de Solange acontecerá na residência da família que mora na Rua Curiúva 13-W, abaixo da escola Padre José de Anchieta, onde amigos e familiares aguardam pelo corpo de Solange que deverá chegar em Juína por volta das 01:30 da manhã do dia 08.

Fonte: Juína News
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
18/03/2019
15/03/2019
14/03/2019
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2019 - Arinos Notícias