Bem vindo ao Arinos Notícias, Sexta-Feira, 25 de Maio de 2018
Noticia
     
5 de Fevereiro, 2018 - 15:28
Casos de HIV em adultos crescem 255% em MT

Neste Carnaval a dica é que foliões devem usar preservativos.

Mato Grosso registrou um aumento de 255,5% nos casos de HIV em adultos nos últimos 5 anos. Em números, os registros saltaram de 180 em 2012 para 640 notificações em 2017, aumento de 460 casos. A detecção e tratamento precoce com antirretrovirais (TARV) retardaram a evolução do HIV para Aids.

No Estado, os dados mais recentes sobre pessoas com Aids são de 2016 quando foram notificados 378 casos da doença sendo que a maior incidência dos casos tem sido verificada na população jovem. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES), que nesse período de festas carnavalescas, reforça sobre a importância de usar preservativos nas relações sexuais para prevenir as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST).

O alerta da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da SES se deve ao fato de que a principal forma de contágio do vírus HIV continua sendo a via sexual, ou seja, a pratica de sexo sem camisinha, tanto masculina quanto feminina.

Alessandra Moraes, coordenadora do setor, observa que durante o Carnaval, ou em qualquer ocasião, o uso de preservativos em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais), é o método mais eficaz para evitar a transmissão de doenças. Também serve para evitar gravidez e está disponível gratuitamente nas unidades básicas de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ela lembra que as Infecções Sexualmente Transmissíveis são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos e transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual sem o uso de camisinha masculina ou feminina, com uma pessoa que esteja infectada. No rol das IST mais conhecidas estão: HIV/Aids, Sífilis, Hepatites virais, HPV, Herpes genital, clamídia e gonorreia.

Qualquer pessoa que tem relação sexual desprotegida pode contrair uma IST independente de idade, estado civil, classe social, identidade de gênero, orientação sexual, credo ou religião. A pessoa pode estar aparentemente saudável, não ter conhecimento da infecção e continuar transmitindo IST, e se não forem diagnosticada e tratada, pode levar a graves complicações, como infertilidade, câncer ou até morte.

HIV é uma sigla para vírus da imunodeficiência humana que com o passar do tempo pode levar à síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids). Profissionais da saúde que atuam nesse setor ressaltam que com a evolução do tratamento nem todo mundo que vive com HIV chega a desenvolver a Aids.

Outras doenças

Em Mato Grosso, nos últimos dois anos, foram notificados 1.733 casos de Sífilis em adultos, 1.356 casos em gestantes e 921 casos de Sífilis congênita, quando é transmitida da mãe para o bebê ainda durante a gravidez. Quanto aos casos de hepatites, entre 2012 e 2016 foram notificados 6.966 registros de hepatites virais em Mato Grosso. Deste total, houve 167 mortes.

Coforme a SES, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima a ocorrência de mais de 1 milhão de casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) por dia no mundo. Ao ano, calculam-se aproximadamente 357 milhões de novas infecções, entre clamídia, gonorreia, sífilis e tricomoníase.

Fonte: Gazeta Digital
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
25/05/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias