Bem vindo ao Arinos Notícias, Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017
opiniões
     
21 de Marco, 2015 - 19:46
Olhando para o Pacto Federativo

  WELLINGTON FAGUNDES


O Brasil tem vivido dias de grandes protestos. Independente de números, se a favor ou contra o Governo, trata-se de manifestações legítimas. 

A população que foi às ruas, ainda sob os ecos dos protestos de 2013, está contra todo o cenário colocado já há algum tempo em nosso país. 

Existe um coletivo de situações e uma população cada vez mais exigente, o que é natural, afinal, todos nós queremos um país cada vez mais próspero e igualitário.

Motivo maior dos protestos, a corrupção, conforme pesquisa do Index, é um mal que precisa ser combatido com muito mais força, neste momento. 

O Governo acaba de anunciar um pacote de medidas que visa ajudar o Brasil a se reconstruir em bases mais densas, firmes e eticamente mais transparentes. Como legislador, sintonizado aos anseios populares, trabalhei para aperfeiçoar e aprovar as mudanças propostas. Penso, no entanto, que só esse pacote de combate à corrupção não seja suficiente para atender as expectativas da sociedade. É preciso avançar mais. As reformas estruturais precisam ocorrer objetivamente. O modelo que vivemos hoje na política e o próprio modelo tributário precisam sofrer alterações que estejam sintonizadas com os anseios da sociedade. Da mesma forma, o modelo federativo.



Hoje, além da corrupção, o cidadão se mostra insatisfeito com a qualidade dos serviços prestados pelo Governo. Essas questões estão ligadas a políticas públicas ineficazes e também a falta de recursos para suprir a demanda na base. 



O exemplo está na saúde. A responsabilidade do atendimento está no município. Mas o dinheiro que chega não é suficiente. 

O SUS é o programa mais perfeito no papel. Mas deixa a desejar porque o financiamento não é suficiente. Isso se observa claramente na quantidade de ações judiciais que os prefeitos são obrigados a responder diariamente.

A autonomia conferida aos entes federativos tem que comportar lastro financeiro que lhes permita atuar nas áreas demarcadas pela Constituição. 

Na mais pura noção do regime federativo, nada é mais evidente do que a necessidade de que a autonomia política do ente federativo seja acompanhada pela autonomia financeira.

O projeto da Cide-Combustíveis, de minha autoria, propondo uma redistribuição mais justa, com 1/3 do valor arrecadado ficando com o Estado e 1/3 com os municípios – ficando a União com 1/3, é uma forma de inverter a prioridade. Hoje os municípios recebem apenas 7,25% do total arrecadado. Praticamente nada comparado à enorme responsabilidade que tem com os habitantes.

Em Mato Grosso, a luta para fortalecer os municípios tem sua particularidade na aprovação da distribuição do Fundo de Transporte e Habitação, o Fethab, que agora deve repassar às Prefeituras metade de tudo que é arrecadado pelos municípios. 

Vencidas as questões legais, com a decisão do Supremo Tribunal Federal, agora é hora dos prefeitos tomarem de fato as rédeas e promover as melhorias reclamadas pela população, investindo pesado nas estradas vicinais, melhorando o acesso do produtor e o transporte escolar.

Mas é possível fazer mais e de uma forma efetiva, um caminho é por meio do Pacto Federativo. Com a redistribuição mais justa de todo dinheiro arrecadado, pode-se alcançar resultados ainda mais satisfatórios. 

Por isso, é preciso insistir nesse caminho. Como municipalista, tenho defendido que o Congresso ajude a construir um acordo que beneficie os municípios porque assim vamos ter condições de melhorar a vida nas cidades. E principalmente, fazer justiça porque o que acontece hoje não é certo. 

O Pacto Federativo não pode ser deixado para depois. A partilha dos recursos precisa acontecer de forma a dar equilíbrio e sustentação às ações em favor do cidadão.

É uma forma inteligente e uma maneira rápida de dar as respostas que a sociedade tanto deseja.



WELLINGTON FAGUNDES é senador pelo Partido da República (PR) por Mato Grosso.


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
mais opiniões
06/10/2016
11/04/2016
26/11/2015
22/07/2015
24/03/2015
21/03/2015
18/03/2015
17/03/2015
09/02/2015
07/01/2015
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2017 - Arinos Notícias