Bem vindo ao Arinos Notícias, Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017
opiniões
     
7 de Novembro, 2014 - 08:15
Viver a vida

  Gabriel Novis Neves


Queixam-se as autoridades governamentais que os brasileiros gastam somas vultosas em suas viagens para o exterior. 



Eles se esquecem de que, além dos preços exorbitantes cobrados pelo turismo interno, as pessoas viajam, principalmente, em busca de segurança e paz, sempre maiores nos países desenvolvidos. 



Embora o mundo não esteja muito tranquilo, por aqui é pior, pois todos os nossos níveis de violência vêm crescendo de uma maneira alarmante. 



Somos condenados em nosso próprio país a levar uma vida de receios e medos constantes, o que nos impede até mesmo de exercer o “ir e vir” - direito de todo cidadão de bem. 



Estamos engaiolados em nossos próprios territórios. Inúmeras pessoas, principalmente as mais frágeis e idosas, estão desenvolvendo verdadeiras fobias ante a este fato tão concreto que é a violência. Não querem sair de seus casulos. 



Tudo muito triste e muito deprimente! No entanto, esta situação nunca foi vivenciada pelos que, através de seus cargos, se locupletam com as mordomias de seus helicópteros e seus jatinhos empresariais. 



Claro, pessoas  com melhor nível financeiro, partem sempre que podem paras viagens em busca dessa paz perdida. 



Leio com pesar que em cidades como o Rio de Janeiro, pérola em belezas naturais, o número de assaltos de rua aumentou em cento e trinta por cento,  somente neste ano.



Aqui em nossa cidade imagino que essa violência seja ainda maior. 



Os bolsões de pobreza só fazem crescer a cada ano, e consequentemente, a violência e a miséria. 



Senhores governantes, busquem a razão dessa evasão de divisa, não na beleza dos outros países, porque isso por aqui tem de sobra, e sim, nas políticas internas de turismo equivocadas e, principalmente, no cuidado com a segurança, prioridade nos países de primeiro mundo! 



É certo que todos nós  gostaríamos  de descansar nas redes do Nordeste, embalados pelo vento suave e pela beleza estonteante de suas praias. 



No entanto, sem paz, não há possibilidade de lazer. 



Por isso, saímos tanto para curtir outros paraísos livres da violência do dia a dia. 



O estiramento do nosso sistema nervoso está chegando a níveis insuportáveis e a reação natural é a fuga, ainda que temporária. 



Gabriel Novis Neves é médico


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
mais opiniões
06/10/2016
11/04/2016
26/11/2015
22/07/2015
24/03/2015
21/03/2015
18/03/2015
17/03/2015
09/02/2015
07/01/2015
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2017 - Arinos Notícias